O Brasil é um dos locais com maior mercado de turismo em todo o mundo. Diante disso, é natural que o setor hoteleiro seja solidificado, podendo superar, muitas vezes, grandes crises que venham a acometer a economia.

Ao mesmo tempo em que falamos de uma área próspera, trata-se também de algo repleto de desafios da gestão hoteleira, que devem ser superados para conseguir melhores resultados e garantir o crescimento do estabelecimento.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo com os 7 principais desafios da gestão de hotéis e dicas para superá-los. Acompanhe o post e fique por dentro do assunto!

1. Controle de hospedagem

O controle de hospedagem é, de forma geral, uma análise abrangente do modo como o seu estabelecimento atua para promover uma boa experiência para o cliente. Por ele, perpassam questões como:

  • análise das reservas;
  • atendimento ao cliente;
  • infraestrutura do local;
  • qualidade da alimentação;
  • liberação dos quartos;
  • pesquisa de satisfação;
  • processo de reservas otimizado, entre outros.

Esse controle é fundamental para que seja possível gerar um processo de satisfação e encantamento do hóspede em todos os momentos, desde a sua chegada a, até mesmo, a pós-hospedagem.

2. Controle de reservas

Esse talvez seja um dos pontos mais delicados na gestão hoteleira, pois impacta não só financeiramente, mas na experiência do hóspede. O controle de reservas precisa ser impecável, a fim de minimizar dores de cabeça que podem gerar prejuízos para seu hotel.

A gestão analógica das reservas, feitas, muitas vezes, de forma manual, trazia uma série de erros humanos que poderiam causar problemas a longo prazo. Imagine, por exemplo, uma situação de overbooking, na qual seu hóspede chega ao hotel e não há quartos disponíveis por uma falha na observação da taxa de ocupação.

Ele realizou a sua viagem, pretende chegar, descansar e aproveitar o seu passeio ou, então ir para seus compromissos de trabalho. Contudo, não poderá fazer isso porque houve um problema com a reserva. Péssimo, não é mesmo?

Outro ponto é: sem isso, é difícil identificar como funciona a sazonalidade em sua região e, mais especificamente, no seu estabelecimento hoteleiro. Quando você consegue ter uma análise mais consistente dessa questão, torna-se possível analisar quais medidas podem ser implementadas a longo prazo para manter um bom fluxo de clientes em seu negócio durante todo o ano.

3. Gestão de estoque

O estoque de um estabelecimento hoteleiro é um ponto vital para seu funcionamento. Afinal, a rede trabalha com entrada e saída de produtos com alta rotatividade e, por isso, é fundamental ter um bom controle para evitar faltas de itens, bem como a perda de alguns devido a prazo de validade vencido.

Por isso, uma gestão de estoque eficiente precisa ocorrer para garantir que alguns itens não faltem, tais como:

  • produtos de higiene (sabonetes, shampoos e condicionadores, papel higiênico, entre outros);
  • itens de limpeza e higienização do hotel;
  • alimentos para café da manhã;
  • lençóis, fronhas, toalhas, entre outros itens de reposição para os hóspedes;
  • alimentos para os pratos servidos no local.

Diante disso, é fundamental analisar de que forma ocorre o seu giro de estoque, ter bons fornecedores a sua disposição e ter, em mãos, os dados corretos para garantir uma boa gestão do negócio.

4. Gestão financeira

A gestão financeira é um ponto fundamental e desafiador dos hotéis. Por trabalharem com períodos de sazonalidade, é necessário considerar a variação das reservas ao pensar nas finanças do seu empreendimento.

Isso também perpassa outras questões que estão diretamente ligadas com a gestão financeira, como:

  • ações de divulgação para maior movimentação nos períodos de baixa temporada;
  • ações promocionais em datas comemorativas;
  • controle financeiro para gerar um fundo que compense o período de menor movimentação;
  • uso de uma ferramenta de gestão financeira para seu negócio.

5. Gestão de pessoas e formação de equipes

Conseguir montar equipes que sejam eficientes, integradas e proativas em suas atividades é primordial. Isso porque cada área interna do hotel demanda um tipo de profissional, sendo fundamental criar times específicos para cada função.

Por exemplo, a forma como a equipe de recepção atua não é a mesma realizada pelos responsáveis de inventário. Cada um exige um determinado perfil, que pode convergir em alguns pontos, mas ainda divergir em outros.

No entanto, um ponto é preciso ser levado em consideração e, assim, torna-se um grande desafio da gestão de hotéis: é fundamental que as diferentes equipes consigam atuar de forma sinergética. E o grande segredo para conseguir realizar isso é uma maior interação e comunicação entre os membros.

Quanto mais eles se conhecerem, entenderem as demandas de cada time, o estilo de trabalho de cada um, entre outras questões, melhor. Por exemplo, ao entender de que forma a recepção atua, os responsáveis pelos inventários do hotel poderão agir para potencializar o trabalho de todos.

6. Inserção tecnológica

Cada vez mais as pessoas estão conectadas e, mesmo em possíveis viagens para diversão, é fundamental que elas tenham uma conexão segura, estável e possam utilizar seus dispositivos com maior segurança e praticidade.

Por isso, é importante considerar alguns pontos como:

  • acesso ao wi-fi com boa velocidade, estável e que ofereça acesso a todos os hóspedes;
  • a conexão precisa estar disponível em todas as áreas comuns do hotel;
  • as tomadas precisam ser padronizadas;
  • é necessário ter um número considerável de tomadas disponíveis nos quartos, para múltiplos dispositivos (tablets, notebooks, smartphones, entre outros acessórios que os hóspedes vão precisar recarregar ou utilizar energia elétrica durante seu uso);
  • é importante que existam tomadas disponíveis em áreas comuns, para que seja possível utilizar os dispositivos também nesses locais;
  • uma opção interessante é colocar um espaço de coworking para os profissionais de negócios que estiverem hospedados em seu hotel para conseguirem trabalhar no local.

7. Uso de soluções tecnológicas para gestão hoteleira

A tecnologia também é uma aliada importante para a gestão interna do seu hotel, permitindo que os diversos gestores atuem de forma eficiente e consistente em suas ações. Por exemplo, sistemas de administração hoteleira podem trazer uma série de benefícios para seu negócio.

As soluções podem trazer funcionalidades tais como:

  • reservas online;
  • gestão de inventários;
  • gestão financeira;
  • pesquisas de satisfação;
  • controle tarifário e precificação;
  • controle da lotação do hotel, entre outros.

Um software específico é uma opção excelente para quem deseja ter uma melhor experiência em seu estabelecimento e, assim, conseguir minimizar problemas que possam vir dos desafios da gestão hoteleira que listamos acima.

Para isso, conheça o hotelflow. Nossa ferramenta é a solução ideal para conseguir potencializar os resultados da sua empresa e despontar na região. Quer conhecer a solução? Então entre em contato com um de nossos consultores agora mesmo!

error: Reprodução parcial ou total deste conteúdo não é permitida

Gostaria de receber dicas como essa em seu email?


Inscreva-se em nossa newsletter!

Por favor, verifique o seu email para confirmar a inscrição