Boa parte dos hóspedes de um hotel começa seu dia logo cedo, seja por motivo de trabalho ou por lazer. Para aguentar a jornada e todas as suas atividades, a maioria das pessoas dedica um tempinho da manhã, antes de sair, para tomar um bom café.

Essa é uma refeição muito importante, pois repõem a energia perdida durante a noite e dá disposição para o dia ser mais produtivo. Por ser tão relevante em nossas vidas, o café da manhã sempre foi um grande diferencial em hotéis e pousadas, sejam de pequeno, médio ou grande porte.

Quanto melhor e mais atrativo for o buffet, maiores as chances de o hóspede sair satisfeito, tornando-se cliente do seu empreendimento e, provavelmente, indicando-o a outras pessoas, que podem vir a se tornar futuros hóspedes.

Para isso, é fundamental oferecer um cardápio com qualidade e variedade na comida, um excelente atendimento por parte dos funcionários, além de um ambiente agradável que faça todos se sentirem bem recebidos.

Sendo assim, selecionamos neste artigo as informações necessárias para proporcionar um excelente café da manhã todos os dias e colocar seu hotel na lista de preferidos dos clientes.

Como montar um saboroso café da manhã no seu hotel (ou pousada)?

Para montar um ótimo café da manhã, deve-se, primeiramente, aproveitar bem o espaço do salão em que ele é servido. As mesas com os alimentos devem ficar posicionadas de modo que facilite a circulação das pessoas ao seu redor ou, ao menos, de uma ponta a outra. Isso agiliza o serviço e evita confusão ou longas filas logo cedo.

Em segundo lugar, é importante organizar, sobre as mesas, onde ficarão os líquidos, as comidas quentes, os frios, os copos e as taças, os talheres, os guardanapos etc. O mais indicado é separar por seções, como “pães”, “bolos”, “queijos” e “sucos”, para facilitar na escolha.

Já as mesas às quais os hóspedes se sentam devem ficar distribuídas de tal modo que haja espaço para circulação de todos, incluindo os funcionários. Além disso, devem estar colocadas de modo que fique acolhedor e visualmente uniforme.

A decoração também deve ser feita com cuidado, tornando-se aconchegante, harmoniosa, leve e atrativa ao mesmo tempo. Lembre-se de que aquele é o primeiro momento na longa jornada de muitos hóspedes e, por isso, serenidade, delicadeza e beleza são as palavras-chave. Para complementar, evite músicas agitadas, televisões com volume alto (ainda que estas possam ser oferecidas) ou barulhos da cozinha que possam incomodar.

Evite também grandes vasos e arranjos que possam acumular sujeira e dificultar a limpeza diária do restaurante, dando um mau aspecto ao salão.

O que não pode faltar no cardápio?

O café, um suco natural, frutas e algum componente da panificação são os principais elementos de um bom café da manhã em um hotel.

No cardápio de um bom café da manhã, há alguns itens imprescindíveis e básicos, que agradam a todos.

Em primeiro lugar, as frutas. Elas são bastante versáteis, pois podem virar sucos, vitaminas, compotas, saladas, além de serem comidas puras ou com cereais. É importante utilizar as frutas da estação, pelo seu frescor e sabor, e, sempre que possível, oferecer aquelas que são típicas da região. Isso pode agradar, principalmente, os turistas que estão conhecendo a cultura e gastronomia do local.

Ofereça sempre banana, laranja, melão e mamão, que são as mais tradicionais e com maior saída.

As bebidas quentes também são importantes. Utilizando garrafas térmicas, ofereça um bom café, coado, expresso ou descafeinado. Junto do café, coloque o leite quente e, se possível, o chocolate quente já pronto (ou deixe o achocolatado por perto). Ofereça, também, diversos tipos de chás para serem feitos em água quente. Não se esqueça de colocar o leite em temperatura ambiente como uma segunda opção.

Pães e bolos devem ser oferecidos com uma certa variedade e sempre fresquinhos. O pão francês é o mais comum, podendo ser acompanhado pelo pão de forma, o caseirinho ou o pão doce. Bolos mais simples, como o de fubá ou o de laranja, também são boas opções. Além disso, os croissants e os pães de queijo recém-tirados do forno costumam fazer muito sucesso, pelo sabor inconfundível.

Quanto aos pratos quentes, é mais comum servir ovos mexidos, salsichas picadas ao molho ou calabresa. Eles devem ser mantidos quentes, com o cuidado constante de não os deixar secar demais pelo calor.

Por último, atente-se aos frios e laticínios, que devem estar sempre frescos para garantir o sabor e a qualidade. Presunto, peito de peru, salame, mussarela, manteiga e um tipo de iogurte, geralmente de morango, devem sempre estar presentes. É importante lembrar, acima de tudo, que a qualidade dos alimentos é um fator determinante para agradar os clientes.

Lembre-se dos intolerantes a glúten e lactose

Atualmente, há uma crescente parcela da população que apresenta alguma intolerância, resistência a glúten ou lactose. Não é incomum para essas pessoas encontrarem pouquíssimas opções no cardápio dos restaurantes, o que se torna um ponto negativo para o estabelecimento.

Se uma pessoa não tem muitas opções ou certa variedade quanto à oferta de alimentos em um hotel, provavelmente não vai voltar a se hospedar ali, além de o desaconselhar para outros que tenham o mesmo problema.

Para evitar isso e prover um café da manhã que possa agradar a todos, há alguns alimentos e cuidados no preparo que podem ser providenciados sem pesar no orçamento. Atenção: no caso dos produtos comprados, cereais e outros condimentos, é sempre imprescindível olhar a composição minuciosamente antes de disponibilizar para os intolerantes.

Os talheres e o lugar de preparo dos alimentos também devem ser separados dos demais, para não haver a contaminação por traços de leite ou de glúten.

As frutas atendem bem a ambos, intolerantes à lactose e ao glúten, assim como vários cereais (com exceção da aveia) e alguns frios (salames, presuntos e demais). Já o tradicional pão francês atende apenas aos intolerantes à lactose. Por isso, pode-se oferecer algum tipo de pão integral sem glúten, encontrado em casas especializadas e em alguns mercados.

Também é possível preparar diversas receitas de bolos que não contêm leite e manteiga em sua composição para oferecer como uma opção. Do mesmo modo, é importante lembrar de substituir a manteiga dos ovos mexidos pelo óleo.

Ofereça alimentos veganos

Cada vez mais as questões relacionadas com a causa animal ficam mais em evidência e, com isso, muitas pessoas estão optando por um estilo de vida vegano. Portanto, é preciso considerar essa peculiaridade em seu hotel.

Lembre-se que há uma grande diferença entre alimentação vegetariana e alimentação vegana: a primeira ainda pode permitir produtos derivados de leite e ovos. Já a segunda não deve conter qualquer componente animal em sua fabricação.

Há diversas receitas de comidas tradicionais que podem ser feitas em versões veganas. Por exemplo, bolos podem ter o leite originado da vaca substituído por leite de amêndoas e castanhas, que darão o mesmo resultado e podem gerar pratos igualmente saborosos!

Ofereça comida local tradicional

Muitas pessoas querem aproveitar a oportunidade de uma viagem para curtirem cultura e hábitos locais, incluindo, principalmente, a culinária local. Por exemplo, quem vai para as praias do Nordeste quer aproveitar tapioca, caldinhos, entre outros. Quem visita Minas Gerais não quer perder a oportunidade de experimentar um pão de queijo com cafezinho.

Então se a região na qual está localizado tem algum prato típico, seja do estado, seja da cidade em si, não deixe de incluir no cardápio, pois poderá ser um grande diferencial para sua empresa.

Tenha opções para crianças

O paladar dos pequenos é diferente dos adultos e, por isso, é fundamental ter opções que sejam mais atrativas para eles. Lembre-se que isso não significa descartar opções que sejam saudáveis para eles, ok?

Achocolatado, sucos, bisnaguinhas, entre outros, são algumas opções que podem fazer a felicidade das crianças, tornando seu hotel atrativo para quem levará família para o local.

Como gerar diferencial para o café da manhã do seu estabelecimento?

Muitas pessoas consideram o café da manhã como um bom diferencial para escolher o local em que ficarão hospedados, já que muitas vezes a estrutura do local e tarifário podem ser bem semelhantes de um lugar para o outro.

Alguns diferenciais podem colocar seu estabelecimento na frente no momento de escolher entre o seu hotel e o de um concorrente. Veja os principais deles a seguir:

Opção de café no quarto

Muitos hóspedes, às vezes, querem a comodidade de terem o seu café da manhã servido no quarto, independentemente dos motivos. Em outras situações, pode ser uma forma de surpreender outra pessoa presente na suíte. É o caso, por exemplo, de hospedagens em dia dos namorados, comemorações de casamento, aniversários do hóspede, entre outros.

Pontualidade no serviço de café da manhã

Muitos hóspedes vão para o salão assim que o café da manhã abre. Afinal, eles querem fazer sua primeira refeição e aproveitarem o dia para fazerem passeios e curtirem o dia. Por isso é fundamental que seja servido exatamente no horário combinado, para não gerar atrasos e insatisfações nos seus clientes.

Diversidade de opções

Quanto mais opções tiver no cardápio do café da manhã do seu estabelecimento, mais fácil será agradar a todos os paladares. Além disso, é fundamental diversificar ao longo da semana. Seus hóspedes não querem enjoar das opções disponíveis, não é mesmo?

Levar em consideração as restrições alimentares

Esse é um diferencial importante, principalmente porque cada vez mais pessoas encontram problemas e restrições que torna necessário realizar alterações no cardápio cotidiano.

Sendo assim, há hóspedes que observarão atentamente se o local oferece opções que permitam a eles se alimentarem adequadamente. Por exemplo, uma pessoa que tenha intolerância a lactose necessita ter certeza de que terá opções que não causarão nenhum desconforto após a refeição.

Alguns cuidados, portanto, que devem ser observados, são:

  • alimentos sem glúten;
  • alimentos sem lactose;
  • alimentos com baixo teor de gordura;
  • alimentos para diabéticos (sem açúcar);
  • comidas vegetarianas;
  • comidas veganas, entre outros.

Em alguns casos, estamos falando de escolhas pessoais do cliente, mas, mesmo assim, é importante considerá-las, por se tratar de preferências tanto de saúde quanto de estilo de vida.

É possível ter um cardápio variado, criativo e que atenda às necessidades de cada um desses grupos, minimizando desconfortos, problemas ou diminuindo as opções dos seus hóspedes que, por ventura, tenham possíveis restrições.

Como falamos, pode não parecer de imediato, mas o café da manhã pode ser um grande determinante na escolha entre o seu negócio e o de um concorrente. Por isso é fundamental saber gerar diferenciais nesse quesito.

Como capacitar os funcionários que trabalham no café da manhã?

É muito importante capacitar seus funcionários para o trabalho do café da manhã, uma vez que essa refeição tende a ser um pouco diferente do almoço e da janta.

Quanto ao treinamento, tendo mais componentes no cardápio e mais fluidez de pessoas, é importante que os funcionários saibam retirar pratos, tigelas, copos e xícaras logo após eles serem utilizados, ainda que os clientes permaneçam na mesa.

Da mesma forma, é essencial que façam a remontagem dos alimentos rapidamente e antes que se esgotem, para manter o buffet sempre completo.

Os funcionários devem também ser muito atentos, solícitos e prestativos, além de esbanjar simpatia e educação o tempo todo. Caso seja solicitado o número do apartamento na entrada do restaurante, que isso seja feito com cumprimentos e sorrisos.

Assim, certamente os bons feedbacks dos hóspedes aparecerão, o que pode ser repassado aos funcionários como uma forma de motivação.

Quais cuidados extras devem ser tomados nesse processo?

Alguns cuidados extras que devem ser tomados para você oferecer o melhor café da manhã possível em seu hotel ou pousada são os seguintes:

1. Disponibilizar equipamentos elétricos.

Sempre que possível, é importante disponibilizar alguns equipamentos elétricos, tal como sanduicheiras, torradeiras e cestas térmicas. Muitas pessoas não gostam de comer pão de manhã se ele não for servido em forma de torrada, sanduíche, ou, no mínimo, quentinho.

Por isso, mantendo certo controle sobre os equipamentos, oferecer essa possibilidade é uma forma certeira de agradar os hóspedes e ganhar um ponto a mais na avaliação deles.

2. Cuidado com a temperatura do local

A temperatura do restaurante deve ser sempre a mais agradável possível. Tenha em mente que passar calor ou frio pode estragar um momento, ainda mais uma refeição, resultando em comentários muito negativos.

Por isso, caso o hotel ou a pousada seja em um local quente, é importante pensar em uma ampla ventilação e, se necessário, colocar ar-condicionado, sempre tomando cuidado com os insetos, como mosquitos e pernilongos. Do contrário, se for em um local frio, é importante ter aquecedores pelo salão ou algum outro tipo de calefação.

Além de deixar o ambiente melhor, o alimento também fica mais fresco e apetitoso se mantido sob uma temperatura ideal.

3. Bom senso dos funcionários

Pode acontecer algumas vezes de alguns hóspedes se atrasarem para o café da manhã, seja por conta de um imprevisto, por perderem hora ou, simplesmente, por falta de atenção.

Independentemente do motivo, caso alguns cheguem atrasados, é importante que os funcionários tenham bom senso e não criem uma situação de mal-estar com as pessoas.

Portanto, eles não devem se negar a atender os hóspedes de forma alguma. Isso não impede que o buffet comece a ser retirado, o que pode ser explicado aos atrasados.

O oposto também é válido. Alguns hóspedes podem pedir para o café da manhã ser servido um pouco mais cedo, por conta de compromissos inadiáveis. Deve-se conversar com os funcionários para que isso seja providenciado da melhor forma possível.

4. Identificação dos alimentos

Para facilitar a identificação dos alimentos e ajudar na hora da escolha, convém utilizar plaquinhas com o nome de cada comida, principalmente por algumas serem muito parecidas (como alguns tipos de queijos) ou por não ficar claro do que são feitas (como alguns tipos de bolos e pães). Isso ainda diminui o desperdício por parte daqueles que pegam algo enganado e não vão comer.

É importante destacar bem aquilo que não contém glúten ou lactose entre os bolos, os pães, as bolachas e os doces, para que as pessoas com restrições não precisem perguntar aos garçons e não cometam erros comendo algo que as possa prejudicar.

5. Reposição dos alimentos

É importante ficar constantemente atento ao que está acabando nas cestas, bandejas, jarras e garrafas térmicas para que, assim, a reposição seja constante e nenhum hóspede fique sem um alimento na hora de se servir.

Isso deve ser feito da forma mais eficiente e rápida possível, para não gerar filas ou desistências, o que deixaria uma imagem negativa do hotel. Por isso, o mais aconselhado é já deixar as reposições preparadas na cozinha, protegidas e refrigeradas, para as trocas serem instantâneas.

Conhecendo e aproveitando nossas dicas, será mais fácil oferecer um bom café da manhã em seu hotel ou pousada, com maior qualidade, organização, uma aparência mais bonita e, até mesmo, de uma forma mais profissional. Afinal, é possível conseguir novos resultados apenas utilizando as informações certas a seu favor.

Escolher os melhores produtos para café da manhã é uma das formas de garantir uma experiência interessante para o seu cliente. Além disso, é interessante prezar por outros diferenciais relacionados com esse tema. Por exemplo, que tal apostar em um cardápio sazonal para seu hotel? Leia nosso artigo e saiba mais sobre o tema!

Gostaria de receber dicas como essa em seu email?


Inscreva-se em nossa newsletter!

Por favor, verifique o seu email para confirmar a inscrição