Quem nunca pensou em abrir uma pousada, seja na praia ou em regiões de montanhas onde as cachoeiras atraem muitos turistas? Mas ao procurar saber quanto custa para abrir uma pousada, muitos desistem. Não desanime, pois não é somente o dinheiro que impacta na abertura de um negócio nesse ramo.

O investidor precisará de uma boa quantia, sim, para iniciar o projeto e aplicar na compra do terreno, construção, equipamentos, mobiliário, formalização da empresa, gastos com marketing e funcionários.

No entanto, não é somente isso que é necessário para investir no ramo hoteleiro, é importante gostar de pessoas, fazer um bom planejamento, escolher um local estratégico, oferecer serviços essenciais e ter uma boa estrutura para acomodar os hóspedes.

Se esse é o seu sonho, então encare o desafio com muita força de vontade que, com certeza, terá um retorno lucrativo!

Ao ler esse artigo, você dará os primeiros passos rumo ao sucesso. Aproveite esta chance para colocar em prática a realização de um sonho. Fique por dentro de quais custos terá, bem como das habilidades necessárias para atuar nesse ramo.

Afinal, o que é uma pousada?

As pousadas diferenciam-se dos hotéis por oferecerem preços mais acessíveis e localização fora dos grandes centros urbanos. Destinam-se ao público que procura sossego para descansar da vida agitada da cidade.

Para quem procura o aconchego de um ambiente familiar, um lugar que lembra a casinha da vovó, então a pousada é o lugar ideal. As instalações são mais simples, equipamentos e serviços, mais modestos. Mas há algumas mais luxuosas, isso varia do quanto o investidor está disposto a gastar.

Nessa categoria de hospedagem, o estabelecimento pode ter até 30 quartos ou suítes e capacidade para atender até 70 pessoas. As refeições geralmente incluem o café da manhã já no preço da diária e lanches à parte, tais como sanduíches, bolos, tortas e bebidas. Mas nada impede que elas possam também servir almoço e jantar.

Assim como os hotéis que exploram as possibilidades de ganhos na região, as pousadas também se destinam a esse fim. Geralmente, são construídas em locais que atraem turistas por elementos históricos. Temos o exemplo de Ouro Preto, em Minas Gerais.

Outros pontos, também, que levam à abertura de pousadas são eventos esportivos frequentes na região, culinária, localização beira-mar ou regiões de montanhas. Nesta última, o público procura tranquilidade e contato com a natureza, então uma pousada simples e aconchegante é uma boa opção.

Um investimento que está em alta é a pousada destinada à terceira idade. Já que a população está envelhecendo, por que não apostar nesse público? Os idosos possuem renda garantida, então podem viajar com tranquilidade, não somente em épocas de temporadas, mas podem também aumentar a taxa de ocupação em dias da semana.

É importante ressaltar que montar uma pousada não é o mesmo que montar um hotel, por mais que seja um serviço bem parecido. Há alguns pontos que diferem a pousada de um hotel, tais como capacidade de lotação, número de quartos e normalmente serem construídas em locais turísticos.

As pessoas que procuram uma pousada não procuram um lugar incrível, mas, sim, um lugar com clima agradável para passar a noite, visto que elas foi em busca da atração turística local e não da pousada em si.

Em resumo, pousada é um local pequeno, com ambiente familiar e aconchego simples e modesto, mas que permite economia, uma noite tranquila como se estivesse em casa e, ao acordar, um delicioso café da manhã à sua espera.

Como abrir uma pousada?

Esse tipo de investimento requer muita habilidade profissional, por isso é importante a realização de cursos, seguir orientações de instituições reconhecidas. Tudo isso ajudará no processo de abertura da pousada.

Selecionamos abaixo os principais pontos que você deverá observar com bastante atenção para que tenha sucesso em seu novo empreendimento.

Importância da localização

No ramo de hospedagem, a escolha do local onde será construída a pousada ou qualquer outro tipo de estabelecimento da área faz toda a diferença nos lucros futuros.

As pousadas garantem rentabilidade em regiões que possuem algum tipo de atração turística, de forma que movimente o comércio local, tais como eventos esportivos, festas típicas, passeios ecológicos, dentre outros.

Então, pesquise sobre cidades que possuem uma dessas características e veja se vale investir ou não. Ou talvez em sua própria região haja algum tipo de festa ou eventos que atraem grande quantidade de pessoas.

Vale lembrar que mais vale uma pousada simples em uma região bastante movimentada do que uma luxuosa em um local pouco frequentado. Os lucros dos investimentos na área do turismo são objetos de motivação e realização pessoal e profissional.

É importante ressaltar que, quanto mais próximo da área do evento, mais lucro você terá. Mesmo que o aluguel ou o preço do terreno para construção seja mais caro, compensa o investimento, já que o retorno financeiro é garantido.

Vale observar também se a infraestrutura da área é boa, se as ruas são bem pavimentadas ou de fácil acesso. Se for em regiões de montanhas, analise os riscos de desastres naturais que possam ocorrer, pois o local deve ser seguro.

Se a região for de muito frio, onde as pessoas procuram pousadas para passar momentos românticos, regados a um bom vinho, não esqueça que o estabelecimento deverá ser adaptado para construção de lareiras.

E, não menos importante, a localidade deve ter fácil acesso para deficientes físicos e também para idosos, visto que a terceira idade tem movimentado bastante o turismo no Brasil.

Quais serviços são essenciais


Um delicioso café da manhã e ambiente aquecido por uma lareira é mais que especial para fidelizar os hóspedes em épocas de frio (Fonte da imagem: www.pousadaencantosdaterra.com.br/)

Os serviços essenciais englobam processos que vão desde o check-in até o checkout. Logo, ter recepcionistas simpáticos e cordiais que recebam e realizem o fechamento da conta dos clientes é fundamental.

É importante contratar pessoas para fazer os serviços de limpeza tanto dos quartos quanto das áreas externas. Oferecer aos hóspedes serviços de telefonia, internet e despertador também faz parte de uma boa estada.

Sobre a alimentação, o mínimo que é exigido de uma pousada é o café da manhã e, se possível, servir lanches rápidos à parte ajudará a fidelizar os clientes. Já o almoço e jantar fica a critério de cada investidor.

Se a localidade permitir, você poderá também proporcionar área de lazer para os hóspedes, tais como ambiente de jogos, sala de estar confortável, bicicletas para passeios curtos, jardins, cavalos, piscina com quiosque e churrasqueira, dentre outros.

Estrutura

Para que os objetivos sejam alcançados e sua pousada tenha sucesso, é necessário ter uma estrutura básica. Veja a lista abaixo.

  • Ambiente: precisa ser acolhedor, serviços de governança para garantir a limpeza e arrumação dos quartos e uma recepção interativa para que os hóspedes sintam que foram bem recebidos.
  • Entretenimento: não é preciso ter grandes instalações de lazer, mas itens como uma piscina, TV, quiosque, jardins, sala de estar e churrasqueira podem fazer toda a diferença.
  • Administração: esta área é a que vai ajudar você a controlar e organizar o seu negócio para garantir a lucratividade e boas condições para atender os hóspedes.
  • Alimentação: o essencial é o café da manhã incluso e opções de lanches rápidos à parte. Um pequeno bar pode ser uma boa ideia. Mas algumas pousadas oferecem também almoço e jantar.
  • Equipamentos: é necessário ter o básico para o bom funcionamento da pousada. A recepção precisa ser composta de internet, balcão, telefone, computador e impressora.

Para o restaurante, deverá ter no mínimo pratos, panelas, talheres, fogão, copos, refrigerador, freezer, mesas, cadeiras, liquidificador e espremedores de frutas.

Os quartos deverão ter cama, colchão, frigobar, ar-condicionado e TV. É importante lembrar que a pousada deverá ter uma lavanderia para suprir as necessidades básicas para lavar e secar os enxovais. Então, uma boa máquina de lavar, secadora e mesa para passar é de extrema importância.

Planejamento

O planejamento deve ser feito antes de iniciar a obra. Talvez você gaste muito tempo fazendo os planos, mas saiba que é de suma importância para que os objetivos sejam alcançados.

Mesmo que seja cansativo, entenda que um bom planejamento é a base para qualquer investimento. Ao fazer um bom planejamento, os riscos serão minimizados e as chances de seu negócio dar certo aumentam consideravelmente.

Hospedagem

Em primeiro lugar, gostar de pessoas é fundamental para o empreender esse tipo de negócio. O proprietário deverá receber as pessoas e estar sempre presente no estabelecimento, para que o negócio possa ser duradouro.

Hóspedes que frequentam pousadas esperam encontrar um ambiente familiar e ter o dono como referência. Esperam conhecer o proprietário e, se possível, fazer amizade e se fidelizar.

Os cuidados precisam ser muitos, para que os clientes ficarem satisfeitos. Uma boa hospedagem é composta de uma recepção agradável, serviços de telefonia e uma boa governança para garantir a limpeza do estabelecimento e manutenção dos enxovais.

Mercado de pousadas no Brasil


O mercado está bem aquecido para investimentos em pousadas (Fonte da imagem: http://lagunablue.com.br/)

Apesar das baixas taxas de ocupação que o setor hoteleiro enfrentou entre 2008 e 2009 devido às crises mundiais que afetaram a economia brasileira, o setor obteve crescimento considerável a partir de 2010.

Atualmente, a demanda se mantém estável e com tendências positivas de crescimento, principalmente pelos vários eventos nacionais e internacionais que movimentam os hotéis e pousadas.

As pousadas vêm conquistando espaço no mercado brasileiro, cerca de 73% dos meios de hospedagem no país são hotéis e pousadas de até 50 leitos. O crescimento do mercado corporativo, expansão do turismo, fortalecimento do mercado interno e facilidade de acesso ao crédito motivaram os investimentos em pousadas.

Mas, como em tudo há pontos negativos, para esse setor as principais dificuldades são mão de obra qualificada, alteração nos preços dos insumos e interdependência da pousada com o destino. Ou seja, primeiro o cliente escolhe o destino para depois escolher a pousada.

Quanto custa para abrir uma pousada?


Quanto custa para montar uma pousada com área de lazer para conquistar os hóspedes? (Fonte da imagem: http://www.pousadabromelias.com.br/)

Os custos para abrir uma pousada incluem todos os gastos envolvidos na construção e prestação dos serviços, tais como água, luz, aluguel, salários, insumos e depreciação de maquinário.

O administrador deverá tratar esse assunto com bastante cuidado, pois daí pode surgir o sucesso ou fracasso do negócio. Para atingir as metas, é importante controlar todas as despesas internas, evitar desperdícios e pesquisar o melhor preço para compra de insumos.

De início, podemos dizer que o investidor terá um custo de mais ou menos R$ 9.750 com folha de pagamento de funcionários e cerca de R$ 1.100 com tributos.

Para o estabelecimento rodar 24h, é importante investir em segurança para os hóspedes. Com isso, os custos ficam em torno de R$ 6.500.

As despesas básicas com água, luz, telefone, licença de software, manutenção de maquinários e produtos de limpeza, o investidor terá um gasto de mais ou menos R$ 800.

E, para atrair um grande número de clientes, investir em propaganda e publicidade fará parte da rotina. Se desejar incluir anúncio na TV, o mínimo é R$ 3 mil, mas, sem TV, fica em torno de R$ 500.

O proprietário deve sempre zelar para que os gastos com esses itens fundamentais não sejam elevados, mas também não poderão sofrer redução drástica, de forma que comprometa a qualidade dos serviços prestados.

E então? Gostou das dicas de como montar uma pousada? Se ficou alguma dúvida, é importante deixá-la aqui nos comentários para que possamos ajudar. Caso tenha alguma sugestão, poste aqui também que ficaremos felizes em ouvir você. Até mais!

Gostaria de receber dicas como essa em seu email?


Inscreva-se em nossa newsletter!

Por favor, verifique o seu email para confirmar a inscrição