Certas manchas são muito difíceis de serem removidas em roupas. Mesmo com a possibilidade de colocar de molho e preparar uma lavagem especial, não se pode fazer isso com tudo o que estiver sujo. Por isso, é comum tentar encontrar uma forma de limpar um colchão corretamente.

Nesse caso, o desafio é certo, mesmo com sujeiras mais fáceis. Outras se tornam um verdadeiro martírio para serem removidas, como vinho ou sangue.

Além da remoção, deve-se pensar também na integridade da peça. Alguns produtos químicos ou mesmo a própria forma de limpar podem causar danos irreversíveis.

Se essa é a sua dúvida, a partir de agora você saberá como limpar um colchão de modo que consiga retirar as sujeiras mais complicadas, sem o danificar e garantindo a durabilidade da peça.

Como limpar o colchão corretamente?

Saber como limpar colchão corretamente garante não só a limpeza da peça, mas também sua durabilidade e a saúde de quem a utiliza.

Não se trata somente de aumentar a vida útil do colchão ou remover as manchas que vez ou outra aparecem na peça. O processo de limpeza garante também a boa saúde dos usuários.

O contato constante com colchões sujos e cheios de ácaros podem causar alergias, tanto de pele quanto respiratórias. Logo, independentemente do local – casa, hotel ou qualquer local que tenha colchões -, todas as peças devem ser higienizadas regularmente.

Antes de saber como como se deve limpar um colchão, é importante lembrar que esse procedimento deve ser ainda mais ostensivo se o usuário for alérgico. Nesse caso, um importante instrumento é o aspirador de pó. Quando usado duas ou três vezes por semana, remove ácaros e elimina o pó, sendo fundamental para evitar crises e problemas respiratórios.

Veja agora o passo a passo desse processo.

Em primeiro lugar, remova a colcha e o jogo de cama. Lave essas peças, mas procure separar uma que já esteja limpa e passada anteriormente, pois ela já está “descansada” de produtos como sabão em pó e amaciante.

Como já mencionado, o aspirador de pó é muito eficaz na remoção de poeira e ácaros. A limpeza do colchão pode começar por ele. Procure passar em toda a peça, dando uma atenção especial aos locais onde espanadores e panos não alcançam, como cantos e costuras.

Em seguida, aplique um produto específico para a higienização de estofados, pois não causa problemas se houver contato com a pele, além de cumprir bem o seu papel, que é acabar com os ácaros e limpar a peça.

Produtos que tenham enzimas em sua formulação são ainda mais eficientes, pois elas removem uma mancha por completo, atingindo sua estrutura. Ela desaparece como se estivesse derretida.

Porém, é importante escolher algo que seja específico para o tipo de mancha ou sujeira que peça apresenta. Assim, as chances de obter uma limpeza de colchão perfeita são bem maiores.

Então, como limpar as manchas difíceis de serem removidas, ainda mais quando elas já estão presentes há algum tempo na peça? Algum cuidado especial deve ser tomado?

A resposta é sim. No próximo tópico, você saberá como acabar com sujeiras e odores desagradáveis, que, além de afetar a durabilidade da peça, causam problemas também a quem a usa.

Como remover manchas e odores de um colchão definitivamente?

Manchas difíceis de serem retiradas se transformam em um verdadeiro pesadelo para quem desconhece métodos eficazes de como limpar colchão. Afinal, uma vez que permanecem ali definitivamente, já causam um dano à peça.

E não são apenas as manchas que causam problemas. Alguns odores, mesmo depois de determinado tempo, ainda podem ser sentidos por estarem impregnados da peça.

Veja agora como remover algumas manchas que precisam de procedimentos especiais para serem retiradas em definitivo. Neste texto, serão mencionadas sujeiras provocadas por vinho, sangue e odores de cigarro ou urina.

Todos os tipos de manchas e odores podem ser removidos, com maior ou menor intensidade.

Vinho

Mesmo sendo uma bebida alcoólica, manchas de vinho costumam desaparecer do colchão com o auxílio de álcool. É um procedimento muito simples e rápido.

Para usá-lo, basta fazer uma mistura entre o produto e água, em partes iguais. Em seguida, molhe um pano e passe no colchão, esfregando bem.

Produtos cítricos, bem como vinagre, também são eficazes para limpar o colchão e retirar a mancha de vinho. Basta fazer o mesmo procedimento com o álcool, apenas substituindo o produto.

Independentemente do produto que for usar, é importante lembrar que não se pode molhar demais o colchão. Por isso, vá fazendo a aplicação aos poucos, pressionando o pano com uma das mãos para retirar o excesso da solução.

Além de ser eficaz para acabar com manchas de vinho, esse mesmo método também retira manchas provocadas por qualquer bebida colorida.

Sangue

Esse tipo de mancha é mais difícil de ser retirada do que o vinho e, dependendo do tempo em que estiver impregnada no colchão, pode ser complicado removê-la por completo. Utilizando uma solução caseira é possível fazer com que ela fique bem menos acentuada.

Para isso, faça uma mistura de água (2 partes) e bicarbonato de sódio (1 parte). Em seguida, aplique sobre a mancha e espere 30 minutos, para que a mistura possa agir.

Finalize removendo tudo com um pano úmido e, para que o colchão fique mais seco, faça compressas com uma toalha seca.

A água oxigenada 10 volumes também pode ser eficaz na remoção de manchas de sangue, limpando por completo o colchão. É só aplicá-la sobre a mancha e deixar agir até que pare de borbulhar. Então, secar com um pano limpo.

Caso prefira, você pode também usar um detergente de cozinha. Mas atenção: misture-o com água (1 colher de sopa de detergente para cada duas xícaras de água). Para aplicar essa mistura, use uma escova de dentes velha.

No entanto, se todos os procedimentos anteriores não garantirem um bom resultado, o uso do amaciante de carne pode ser uma solução eficiente. Isso porque ele pode agir diretamente na proteína existente no sangue.

Para isso, basta misturar uma colher de sopa de amaciante de carne e duas colheres de chá de água fria. Se precisar de uma quantidade maior da solução, dobre a quantidade dos ingredientes. De qualquer forma, essa mistura deve estar bem homogênea e estar em formato de pasta.

Coloque sobre a mancha e deixe agir por uma hora. Após esse período, retire o excesso com um pano molhado com água fria e seque com outro pano, dessa vez seco.

Outras manchas

Algumas manchas são fáceis de serem identificadas, mesmo que ninguém presencie o momento em que elas impregnaram o colchão. Já outras são impossíveis de saber a procedência. De qualquer forma, elas precisam ser removidas. Entretanto, se não se sabe qual é a sujeira de fato, como limpar o colchão?

Para isso, pode-se fazer uma mistura com detergente ou vinagre com água (1 parte do produto com 2 do líquido). Aplique sobre a mancha e espere 10 minutos. Em seguida, seque.

Além de líquidos, o colchão pode ser afetado por odores que parecem não ter fim. Evidentemente, lençóis e todas as roupas de cama devem ser trocados, mas isso pode não parecer suficiente. A partir de agora, veja o que se pode fazer para impedir que a peça permaneça com mau cheiro, principalmente de cigarro e urina.

Odor de cigarro

Colchões usados por fumantes devem ter uma limpeza mais cautelosa e ostensiva. Um intervalo mais curto entre uma higienização e outra faz com que o odor tenha menos chances de permanecer.

No entanto, se a peça já estiver com odor de cigarro, algo precisa ser feito. Há duas ótimas opções de mistura para limpar o colchão: misturar uma colher de sopa de detergente ou vinagre de álcool com duas xícaras de água fria.

A aplicação da mistura deve ser feita em todo o colchão até que ocorra toda a absorção. Em seguida, seque retirando o excesso.

Odor de urina

Esse problema é muito comum em colchões usados por crianças. Quanto mais rápida for a sua limpeza, há menos chances de o odor impregnar na peça.

Se a peça ainda estiver molhada pela urina, seque-a com um pano seco. Logo depois, aplique bicarbonato de sódio sobre a área úmida e deixe agir por algumas horas. Após esse período, use o aspirador de pó para remover todo o excesso do produto.

Outra solução é fazer uma mistura de vinagre e água quente, em partes iguais, e borrifar no colchão. Para maior garantia de bons resultados, faça os dois procedimentos juntos.

8 dicas infalíveis para conservar o colchão

Com os devidos cuidados, o colchão dura muito mais tempo e tem menos risco de ter problemas com sujeira e manchas.

Saber como limpar o colchão é importante, mas melhor ainda é conservá-lo. Conheça agora 8 maneiras de fazer isso e manter a sua peça com aspecto de nova por muito mais tempo.

1 – Troque de lado periodicamente

Manter o colchão sempre do mesmo jeito na cama pode viciá-lo, acelerando o processo de formação de depressões e facilitando o aparecimento de umidade. Isso sem contar as dores na coluna de quem dorme sobre ele todos os dias.

Para evitar esses problemas, o ideal é mudar de lado de tempos em tempos. A cada 15 dias, gire-o em sentido horário e, mensalmente, troque de lado, colocando o lado em contato com o corpo para baixo.

2 – Evite objetos pesados sobre o colchão

Isso é comum quando há uma limpeza no quarto. Os objetos pesados não podem ficar sobre o colchão de forma alguma. Isso pode causar danos permanentes na peça, além de sujá-la – e neste caso, você precisa ter mais noções de como limpar um colchão.

3 – Não passe roupas sobre a peça

O calor do ferro de passar também é prejudicial para o colchão. Evite não só essa atividade, como qualquer uma que use objetos que esquentam de alguma forma.

4 – Tenha cuidado com as alças laterais

Ao contrário do que se pensa, as alças laterais não foram feitas para transportar o colchão. Elas são úteis para acomodá-lo na cama. Portanto, atente-se a isso.

5 – Não forre o estrado da cama

Os protetores de pano são os mais indicados.

É muito comum usar papelão ou plástico para forrar a estrutura da cama, antes de acomodar o colchão. Porém, o estrado, disposto daquela maneira, serve justamente para a ventilação da peça.

Ao impedir isso, umidade e mofo podem aparecer com muito mais facilidade.

Nesse aspecto, outra dica é bastante válida: não usar o colchão com o plástico que o envolve no momento da venda, bem como capas nesse material. Prefira as de pano, à prova d’água.

6 – Deixe o colchão sem lençol

Uma vez por semana, logo ao acordar, retire todos os lençóis e abra as janelas. Isso possibilita a entrada de ar e a entrada de luz natural, dificultando o aparecimento de umidade no colchão.

Essa técnica, inclusive, é até mais eficaz do que deixar a peça totalmente exposta diretamente ao sol. A luz indireta não danifica a sua estrutura, aumentando sua durabilidade. A luz direta não causa problemas o colchão se for o sol da manhã e por até 30 minutos.

7 – Produtos químicos devem ser usados com cautela

Nas dicas que você viu no decorrer deste texto sobre como limpar colchões, o uso de produtos químicos se dá sempre através de misturas com água.

Eles não podem ser usados diretamente na peça, pois são fortes e podem danificá-la de alguma forma.

8 – Armazene o colchão corretamente

Os colchões de espuma nunca podem ser dobrados quando não estiverem sendo usados. O ideal é enrolá-los ao guardar.

Com todos esses cuidados, o colchão de espuma pode ter uma duração de até 5 anos. Os de mola, por sua vez, podem ser usados pelo dobro de tempo. Afinal, as pessoas permanecem por até um terço do dia dormindo. Nada melhor do que cuidar bem desse objeto.

Saiba mais sobre cuidados com limpeza e administração de hotéis ao acessar os outros textos do blog. Fique de olho também nas atualizações, com dicas sempre úteis e relevantes.

Comente se ainda houver alguma dúvida sobre como limpar colchões ou para falar de algum procedimento específico. Ajude outros leitores a ter bons resultados.

Gostaria de receber dicas como essa em seu email?


Inscreva-se em nossa newsletter!

Por favor, verifique o seu email para confirmar a inscrição