Você já sabe que uma boa equipe é indispensável para o excelente funcionamento de um hotel ou pousada. A comida servida é um item que deve receber uma atenção especial, e um dos aspectos que devem ser esclarecidos é a diferença entre um ajudante e um auxiliar de cozinha.

Por mais que muita gente pense que são formas diferentes de denominar a mesma função, os profissionais que a exercem recebem atribuições distintas. No entanto, ambos são essenciais para o dia a dia de uma cozinha profissional.

Afinal, a comida é um dos itens mais lembrados pelos hóspedes quando se referem a um determinado local de hospedagem. É algo que marca a memória, inclusive afetiva, daí a sua importância.

Saiba agora o que fazem exatamente um ajudante e um auxiliar de cozinha. Você verá que contar com os serviços de ambos é vital para o bom funcionamento da cozinha de seu empreendimento.

Auxiliar x ajudante de cozinha: qual a diferença entre eles?

Apesar de estarem no mesmo ambiente de trabalho, ambos os profissionais têm muitas diferenças entre si.

O primeiro passo para contratar bons profissionais (em qualquer uma das funções) é saber identificá-los. Ao conhecer o perfil e as responsabilidades de cada um, você contrata corretamente e, consequentemente, pode ter expectativas corretas em um curtíssimo prazo.

Há uma diferença sutil entre esses profissionais. O auxiliar de cozinha é o profissional responsável pela organização e pré-preparo de alguns alimentos, ou seja, é o auxiliar quem lava, descasca ou corta os alimentos, sendo orientado pelo chef ou nutricionista.

Já o ajudante de cozinha é o responsável por organizar o ambiente, o mantendo bem higienizado, especialmente os equipamentos que serão utilizados pelo chef, ou nutricionista, como o fogão e a bancada de preparo dos alimentos.

Veja agora as particularidades de um ajudante e um auxiliar de cozinha.

Salário

Um ajudante de cozinha recebe em média R$ 1000 mensais, sem contar a gorjeta – apesar de ele não lidar diretamente com os clientes, tem direito ao rateio.

Nesse ponto, um auxiliar é bem similar ao ajudante de cozinha. A remuneração varia entre R$ 700 e R$ 1300, dependendo da empresa e da cidade.

A variação também está de acordo com a experiência do profissional (assim como em qualquer outra ocupação, uma pessoa em início de carreira recebe um salário menor).

Saiba agora o que cada um deles faz, pois, mesmo que algumas tarefas sejam comuns, muito se confunde sobre as obrigações de um auxiliar e um ajudante. Ainda que sutis, essas diferenças são bem visíveis.

Responsabilidades

As habilidades de um ajudante ou auxiliar de cozinha incluem também a manipulação de ingredientes.

Ambos os profissionais trabalham diretamente com os chefs e outros profissionais do setor de alimentação, como nutricionistas. Ajudam na rotina do ambiente de trabalho de uma forma geral, seja no preparo de pratos, na organização, na limpeza e na manutenção.

Quando se fala em higiene, isso se refere tanto aos móveis e bens, como fogão, geladeira e pia, quanto aos utensílios, como panelas e talheres, além, é claro, dos alimentos. Tudo deve estar em ordem para que o trabalho seja realizado com segurança, qualidade e asseio.

Ao trabalhar diretamente com o chef, alguns atributos são comuns ao auxiliar de cozinha, como cortar peixes e carnes, além de separar, descascar e cortar ingredientes.

O auxiliar ainda inicia o cozimento de alguns pratos, além de preparar o tempero, fazendo também arroz, assessorando o chef de maneira mais ostensiva.

Na hora de contratar um colaborador para a cozinha de seu hotel ou pousada, algumas habilidades, nem sempre relacionadas às atividades cotidianas, devem ser consideradas. Afinal, não adianta ter alguém gabaritado para trabalhar em sua empresa se essa pessoa não tem o perfil adequado, mesmo com vasta experiência em cozinha hoteleira.

A seguir, você confere a lista dessas qualificações.

Perfil

O perfil de ambas as profissões é bem parecido, assim como o de todos os que trabalham nas cozinhas de hotéis e pousadas. Para ser um bom ajudante ou auxiliar de cozinha, é necessário:

  • Ter habilidade com utensílios de cozinha, principalmente os cortantes, como facas;
  • Ser organizado;
  • Ser responsável;
  • Ter higiene;
  • Ser atento;
  • Ter bom psicológico para trabalhar sobre pressão;
  • Ser metódico;
  • Ter paciência;
  • Ter boa memória;
  • Ter tranquilidade para executar duas ou mais tarefas simultaneamente;
  • Ser ágil;
  • Ser dinâmico.

Como o auxiliar de cozinha também realiza os estágios iniciais da preparação dos alimentos, também é necessário ter noção de cozimento e corte, assim como manipulação de ingredientes em geral.

Para ambas as ocupações, porém, um tópico muito importante é gostar de cozinhar e do ambiente da cozinha. Assim, na hora de contratar qualquer funcionário para lidar com as refeições de seus hóspedes, ter e comprovar essa informação é fundamental.

Afinal, independentemente do tipo de comida servida, essa, como lembrado no início do texto, é uma das principais lembranças de uma viagem, seja ela turística ou de negócios.

Uma dúvida muito comum é em relação à instrução do ajudante e do auxiliar de cozinha. Como o setor de gastronomia está em alta e, como consequência, muitas oportunidades profissionais surgem, há cursos que ensinam pessoas a exercerem essas funções. Veja no próximo tópico informações a respeito da formação teórica desses profissionais.

Formação

Ambas as profissões exigem apenas o Ensino Médio completo. Porém, um curso de especialização é sempre um diferencial, principalmente quando ainda não se tem experiência na área.

Os cursos, normalmente, não exigem o Ensino Médio completo para que o candidato se matricule. Isso também pode ser um alento para aqueles que não completaram o ciclo escolar.

Dependendo da instituição, alguns têm nível técnico, sendo mais confiáveis para quem contrata e quer na cozinha de seu hotel ou pousada profissionais aptos para as funções pertinentes.

Algumas escolas também oferecem o curso técnico em cozinha, pelo qual o aluno conhece a rotina de todas as profissões envolvidas no setor. Dessa maneira, o profissional estará apto para ser um ajudante, auxiliar de cozinha ou mesmo exercer outra ocupação na cozinha.

Agora que você já conhece a diferença entre um ajudante e um auxiliar de cozinha, pode perceber que ambos são importantes na cozinha do seu negócio. Apostar no serviço desses profissionais certamente elevará também o nível dos serviços do chef ou cozinheiro.

Para saber mais sobre administração e rotina de hotéis, pousadas e outros locais de hospedagem, leia nossos outros textos e visite o blog para conferir as novidades. Comente em caso de dúvidas ou para relatar suas experiências.

Contate também para saber mais sobre nossas soluções para otimizar o gerenciamento de seu hotel.

Gostaria de receber dicas como essa em seu email?


Inscreva-se em nossa newsletter!

Por favor, verifique o seu email para confirmar a inscrição